SEJA MUITO BEM-VINDO PARA FILOSOFAR!

Este espaço é para os que buscam o saber.
Favorecer o acesso a artigos, resumos, textos para acadêmicos de filosofia para estudos e referencial filosófico, bem como algumas apresentações/seminários via (PPT) power point encontradas na parte final do Blog.

Seguidores

Visitantes

sábado, 28 de maio de 2011

Plano de Aula: O que é filosofia?


1) Identificação:
Universidade Estadual do Centro Oeste – Unicentro
Curso: Filosofia
Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes
Disciplina: Estágio Supervisionado em Filosofia II
Docente: Evandro Bilibio
Discente: Carlos Eduardo da Silva Faria
Duração das atividades: 2 aulas
2) Tema: O que é Filosofia?
3) Objetivos:
  • Distinguir o pensamento filosófico do senso comum, estabelecendo relações com o seu cotidiano.
  • Compreender o conceito de filosofia e sua importância na história da humanidade.
4) Procedimentos:
4.1) Introdução:
Mobilização: iniciar as atividades dialogando com os estudantes, no sentido de registrar o que os alunos sabem sobre a filosofia. Neste primeiro momento é importante que o professor estimule a turma a participar e que registre as concepções dos alunos sobre o tema proposto. A seguir, anote quais as curiosidades que os estudantes possuem sobre o tema para discussão.
4.2) Desenvolvimento:
Aula expositiva através das questões levantadas pela turma, onde irão surgir várias concepções sobre o que seja Filosofia. É importante neste momento, que o professor faça um desafio, ou seja, é a criação de uma necessidade para que o educando, através de sua ação, busque o conhecimento e estabeleça uma relação com os que já possui.
Pauta metodológica: Questões à serem colocadas no quadro de giz para incentivar a turma sobre o tema
  • Dimensão filosófica: O que é filosofia? Existem várias maneiras de pensar a filosofia? Existe uma classificação para as formas de pensar?
  • Dimensão histórica: Quando surgiu a filosofia? Qual a importância da filosofia para a humanidade?
  • Dimensão social: Qual o papel da filosofia na sociedade brasileira, em minha comunidade, na escola?
  • Dimensão científica: Existe relação entre o pensamento filosófico e a ciência?
  • Passar o pensamento de Descartes na lousa para reflexão e discussão com os alunos.
4.3) Síntese Integradora:
Retomar ligeiramente os pontos principais dos conceitos de Filosofia apresentados nas aulas.
5) Resumo ou Esquematização dos conteúdos:
Em anexo roteiro das aulas.
6) Recursos Didáticos:
Data Show, livro didático, lousa e texto.
7) Avaliação:
A avaliação será realizada no decorrer das atividades, inicialmente observando o processo de formação de conceitos nos estudantes, analisando seus questionamentos e intervenções, procurando, através do diálogo, perceber se houve apropriação dos conteúdos propostos e uma mudança de postura frente aos problemas levantados, no que se refere à superação de idéias do senso comum para a dimensão filosófica. O professor acompanhará a leitura das produções dos estudantes, fazendo as intervenções necessárias, sugerindo leituras e a retomada de conteúdos, se necessário.
Referências Bibliográficas
COTRIN, G. Fundamentos da Filosofia: ser, saber e fazer. São Paulo: Saraiva, 1999.

Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula: Nesta atividade de introdução ao estudo da Filosofia os estudantes vão poder distinguir o pensamento filosófico do senso comum, estabelecendo relações com o seu cotidiano. Compreender o conceito de filosofia e sua importância na história da humanidade.

Estratégias e recursos das aulas
1. PRÁTICA SOCIAL INICIAL DO CONTEÚDO
Iniciar as atividades dialogando com os estudantes, no sentido de registrar o que os alunos sabem sobre a filosofia. Neste primeiro momento é importante que o professor estimule a turma a participar e que registre as concepções dos alunos sobre o tema proposto. A seguir, anote quais as curiosidades que os estudantes possuem sobre o tema para discussão?
2. PROBLEMATIZAÇÃO:
Diante das questões levantadas pela turma, irão surgir várias concepções sobre o que seja Filosofia. É importante neste momento, que o professor faça um desafio, ou seja, é a criação de uma necessidade para que o educando, através de sua ação, busque o conhecimento e estabeleça uma relação com os que já possui. Sugestões de questões que podem ser colocadas no quadro de giz para incentivar a turma sobre o tema:
  • Dimensão filosófica: O que é filosofia? Existem várias maneiras de pensar a filosofia? Existe uma classificação para as formas de pensar?
  • Dimensão histórica: Quando surgiu a filosofia? Qual a importância da filosofia para a humanidade?
  • Dimensão social: Qual o papel da filosofia na sociedade brasileira, em minha comunidade, na escola?
  • Dimensão científica: Existe relação entre o pensamento filosófico e a ciência?
3. INSTRUMENTALIZAÇÃO:
Passe este pensamento no quadro de giz:
“Há já algum tempo eu me apercebi de que, desde meus primeiros anos, recebera muitas falsas opiniões como verdadeiras, e de que aquilo que depois eu fundei em princípios tão mal assegurados não podia ser senão mui duvidoso e incerto, de modo que me era necessário tentar seriamente, uma vez em minha vida, desfazer-me de todas as opiniões a que até então dera crédito, e começar tudo novamente desde os fundamentos...” (DESCARTES apud COTRIN, 1999, p. 47)
Vamos discutir esse pensamento de Descartes:
  • Quem concorda com ele?
  • O que o levou a concordar ou discordar?
  • Porque esta angústia nos invade os pensamentos? Essa incerteza sobre o que é ou não certo?
  • A humanidade sempre teve a mesma forma de pensar?
  • Como evolui o pensamento?
  • Qual a relação do pensamento do senso comum com o filosófico?
Estas discussões certamente vão levar os estudantes a perceberem que todos nós, de certa forma, temos um princípio de filosofia em nossos pensamentos, mas nos falta o conhecimento para que possamos argumentar sobre nossa opinião de forma mais consistente. À medida que o ser humano passa a conhecer a evolução do pensamento do homem, suas principais idéias, correntes teóricas, a relação do pensamento com o momento histórico-cultural, vamos compreendendo a organização do mundo atual.
Precisamos refletir sobre nossas ideias:
Será que não somos carregados de preconceitos?
O nosso orgulho e vaidade nos deixa refletir sobre o que concebemos como certo ou errado?
A dúvida é importante?
Lembre-se de sempre solicitar aos estudantes que registrem em seus cadernos suas ideias, por mais banais que possam parecer, desde o início das atividades, como se fosse um diário, pois é apartir delas que ele perceberá o quanto mudou sua forma de pensar, quais os conteúdos mais significativos desta aula. É uma forma de se auto-avaliar, posteriormente.
Atividade de aprofundamento teórico:
Neste momento em que o aluno expressa a solução encontrada no problema inicial. Passaremos a elaboração teórica da síntese, isto é, da nova postura mental. Os estudantes deverão elaborar um texto dissertativo que expresse suas reflexões sobre o tema proposto.

4 PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO:
A questão do pensar filosoficamente é um tema que merece ser discutido e entendido por todos. É muito importante, neste momento, que cada indivíduo faça uma reflexão sincera e expresse suas idéias. Vamos pesquisar os provérbios, frases e ditos populares mais comuns e relacioná-los com o com os preconceitos existentes, ditos do senso comum e o conhecimento filosófico.
Pense:
O que podemos fazer para despertar a consciência crítica nas pessoas?
Como podemos levar a nossa comunidade perceber que temos muitas idéias equivocadas?
Vamos organizar cartazes fazendo nossas proposições?